Instrumento de trabalho na gestão em saúde e a percepção dos atores do planejamento do SUS de Campo Grande-MS

Autores

Palavras-chave:

Planejamento em Saúde, Gestão em Saúde, Tecnologia Educacional, Administração Pública

Resumo

Introdução: O Plano de Saúde é um instrumento de planejamento do Sistema Único de Saúde (SUS) primordial para a definição das prioridades da gestão no âmbito municipal para cada quadriênio. Nessa perspectiva, a problemática deste estudo se deu a partir da escassez de documentos norteadores para elaboração das metas do plano municipal. Apresentação da experiência profissional: a experiência relatada foi vivenciada na Secretaria Municipal de Saúde no setor de planejamento do SUS em 2021, setor responsável por conduzir a elaboração, monitoramento e avaliação dos instrumentos de planejamento do SUS, sendo eles: Plano Municipal de Saúde (PMS), Programação Anual de Saúde (PAS) e Relatório Anual de Gestão (RAG).  Discussão: Em 2021, a Gerência dos Instrumentos de Planejamento do SUS de Campo Grande desenvolveu uma cartilha para orientar a elaboração de metas do PMS. A cartilha foi elaborada com linguagem acessível e exemplos práticos e foi implementada por meio de oficinas virtuais. A ferramenta é importante para fortalecer a gestão e melhorar a qualidade dos instrumentos de planejamento. Considerações finais: A implementação de um instrumento de trabalho voltado para elaboração de metas no contexto dos instrumentos de planejamento do SUS é uma estratégia inovadora e pioneira, podendo servir como referência e suporte técnico para outros municípios, a fim de consolidar a gestão pública de saúde. Discussões sobre implantação de instrumentos norteadores do trabalho na gestão, mapeamento e qualificação dos processos, são importantes para a organização dos serviços de saúde, pois auxiliam na condução das atividades laborais para gerar resultados mais efetivos.

Referências

BAHIA. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Manual prático de apoio à elaboração de planos municipais de saúde. Salvador, BA: Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB), 2009.

BAHIA. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Assessoria de planejamento e gestão. Manual de apoio ao planejamento municipal em saúde. Salvador, BA: Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB), 2021.

BRASIL. Lei 8.142/90, de 28 de dezembro de 1990. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde - SUS e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 25694, 31 dez. 1990.

BRASIL. Resolução nº 453, de 10 de maio de 2012. Aprova diretrizes para instituição, reformulação, reestruturação e funcionamento dos Conselhos de Saúde, Conselho Nacional de Saúde. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 1-6, 10 maio 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de planejamento no SUS. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2016.

BRASIL. Portaria de Consolidação nº 1, de 28 de setembro de 2017. Consolidação das normas sobre os direitos e deveres dos usuários da saúde, a organização e o funcionamento do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 1-99, 28 set. 2017.

BRASIL. Portaria nº 750, de 29 de abril de 2019. Altera a Portaria de Consolidação nº 1/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para instituir o Sistema DigiSUS Gestor/Módulo de Planejamento - DGMP, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 1-2, 29 abr. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Departamento de Gestão Interfederativa e Participativa. Manual do usuário: digiSUS gestor: módulo planejamento. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2021.

BROTTO, M. E. Qualificação da força de trabalho: por uma educação permanente na política de assistência social, 2016. Revista Instituto Brasileiro de Administração Municipal - RAM, [s. l.], n. 285, p. 4-12. Disponível em: http://www.ibam-biblioteca.org.br/biblivre3/DigitalMediaController?id=MTIyMzpyYW0yODUucGRm. Acesso em: 10 jul. 2023.

CAMPO GRANDE (MS). Secretaria Municipal de Saúde Pública. Plano municipal de saúde (PMS) 2022-2025. Campo Grande, MS: Secretaria Municipal de Saúde Pública, 2023a. Disponível em: prefcg-repositorio.campogrande.ms.gov.br/wp-cdn/uploads/sites/30/2023/10/1a-REVISAO-DO-PLANO-MUNICIPAL-DE-SAUDE-PMS-2022-2025. Acesso em: 14 ago. 2023.

CAMPO GRANDE (MS). Secretaria Municipal de Saúde Pública. Relatório detalhado do quadrimestre anterior (RDQA) de Campo Grande, MS: Secretaria Municipal de Saúde Pública, 2023b. Disponível em: https://www.campogrande.ms.gov.br/sesau/artigos/relatorio-detalhado-do-quadrimestre-anterior-rdqa/. Acesso em: 24 jul. 2023.

CAMPO GRANDE (MS). Secretaria Municipal de Saúde Pública. Decreto n° 14.883, de 3 de setembro de 2021. Altera dispositivos do Decreto n. 14.512, de 30 de outubro de 2020, que

Dispõe sobre a competência e aprova a estrutura básica da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) e dá outras providências. Diário Oficial Eletrônico de Mato Grosso do Sul: seção 1, ano 43, n. 10.627, p. 1-2, 8 set. 2021.

CRUZ, V. S. F. et al. O uso de cartilhas educativas como forma de continuidade da educação em saúde. Revista Cadernos de Fisioterapia: Educação e Saúde, [s. l.], v. 4, n. 8, p. 1-8, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0771. Acesso em: 10 jul. 2023.

FIGUEIREDO, I. D. T. et al. Planejamento estratégico como ferramenta de gestão local na atenção primária à saúde. Revista Família, Ciclos de Vida e Saúde no Contexto Social, [s. l.], v. 8, n. 1, p. 1-12, 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340957248_Planejamento_estrategico_como_ferramenta_de_gestao_local_na_atencao_primaria_a_saude. Acesso em: 10 jul. 2023.

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Estado de Saúde. Nota técnica nº 05 – roteiro de apoio à elaboração dos planos municipais de saúde. SES/MS: Campo Grande, MS, 2017. Disponível em: http://www.saude.ms.gov.br/wp-content/uploads/2018/04/Nota-T%C3%A9cnica-de-Apoio-%C3%A0-Elabora%C3%A7%C3%A3o-dos-Planos-Municipais-de-Sa%C3%BAde.pdf. Acesso em: 11 fev. 2021.

REUTER C. L. O. et al. Challenges of municipal planning from the perspective of nurse managers. Rev Bras Enferm, Brasília, DF, v. 73, n. 2, p. 1-9, 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0409. Acesso em: 11 ago. 2023.

ROESE, A. et al. O planejamento municipal regionalizado e as demandas em saúde: a atualidade de um debate antigo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE POLÍTICA, PLANEJAMENTO E GESTÃO EM SAÚDE, 3., 2017. Anais [...]. Natal, RN: ABRASCO, 2017. p. 1-4.

ROESE, A. Planejamento regional ascendente e regionalização: atores e estratégias da organização dos fluxos de utilização dos serviços de saúde. 2012. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Escola de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

SALIBA, N. A. et al. Plano municipal de saúde: análise do instrumento de gestão. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 29, n. 1, p. 224-230, 2013. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/74337/2-s2.0-84874994324.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 11 ago. 2023.

SANTA CATARINA. Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. Gerência de Planejamento do SUS. Guia para elaboração do plano municipal de saúde 2022-2025. Santa Catarina, SC: Secretaria de Estado da Saúde, 2021.

SILVA, B. F. S. et al. A importância do planejamento como prática de gestão na microrregião de saúde de São Mateus (ES). Saúde Debate. Rio de Janeiro, RJ, v. 39, n. 104, p. 183-196, jan-mar, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-110420151040078. Acesso em: 10 jul. 2023.

Downloads

Publicado

26.04.2024

Como Citar

MAGALHÃES, J. P. R.; SILVA, H. D. M. L. da; SERRA, R. A.; SILVA, A. G. F. da; CARVALHO, T. N. de; AMORIM, V. D. G. de. Instrumento de trabalho na gestão em saúde e a percepção dos atores do planejamento do SUS de Campo Grande-MS. Revista de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, v. 6, n. 2, p. 36–48, 2024. Disponível em: https://revista.saude.ms.gov.br/index.php/rspms/article/view/271. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Relatos de caso ou de experiência profissional