Abordagens terapêuticas exitosas para o tratamento da psoríase

Autores

Palavras-chave:

Psoríase, Terapêutica, Produtos Biológicos e Efeitos Colaterais

Resumo

Introdução: A psoríase é definida como uma doença inflamatória crônica da pele que apresenta prevalência na população mundial variando de 1 a 5%. Objetivo: O estudo objetiva levantar na literatura estudos que apresentem terapêuticas exitosas para o tratamento da psoríase. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura. A pesquisa se deu por meio de uma busca de estudos nas bases de dados: Literatura latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, LILACS, via BVS e MedLine via Pubmed. Foram critérios de inclusão: artigos disponíveis na íntegra e livre acesso, nos idiomas português, inglês e espanhol, publicados no período entre janeiro de 2014 e dezembro de 2021. Foram critérios de exclusão estudos duplicados, incompletos, resumos, resenhas, debates, artigos publicados em anais de eventos, indisponíveis na integra ou que não apresentavam uma proposta clara foram excluídos durante as análises, bem como revisões da literatura. Resultados: No período compreendido entre outubro a dezembro de 2021 foram selecionados 09 artigos para análise final. Os grupos tratados com certolizumabe e tratados com etanercept tiveram perfis de segurança comparáveis até a semana 12 e menos pacientes tratados com certolizumabe do que os pacientes tratados com etanercept descontinuados devido a eventos adversos. De modo geral nenhum dos autores considerou na análise, o estilo de vida e os hábitos alimentares dos participantes dos estudos. Conclusão: Evidenciou-se que para psoríase vulgar o uso da microinfusão na pele de Ciclosporina e Metotrexato mostraram tolerabilidade, ausência de efeitos adversos e resposta rápida. Tripterygium wilfordii Hook F pode ser um tratamento eficaz e seguro em pacientes com psoríase vulgar moderado a grave, especialmente para pacientes que têm contraindicações para outras terapias.

Referências

BIDOIAI, F. P. et al. Psoríase pustulosa palmoplantar como efeito paradoxal do uso de adalimumabe: relato de caso. Diagn Tratamento, [s. l.], v. 23, n. 2, p. 45-9, 2018.

CUESTRA-MONTER, L.; BELINCHÓN, I. Connective tissue. Actas Dermo-Sifiliográficas, Barcelona, v. 102, n.7, p. 487-97, 2011.

GALVÃO, T. F.; PEREIRA, M. G. Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, DF, v. 23, n. 1, p. 183-184, 2014.

HELLIWELL, P. et al. THU0323 Tofacitinib improves composite endpoint measures of disease in patients with psoriatic arthritis. Annals of the Rheumatic Diseases, London, GB, v. 77, p. 379-380, 2018.

LEBWOHL, M. et al. Certolizumab pegol for the treatment of chronic plaque psoriasis: results through 48 weeks of a phase 3, multicenter, randomized, double-blind, etanercept-and placebo-controlled study (CIMPACT). Journal of the American Academy of Dermatology, Saint Louis, MO, v. 79, n. 2, p. 266-276. e5, 2018.

MARTINS, G. A; ARRUDA, L; MUGNAINI, A. S. B. Validação de questionários de avaliação da qualidade de vida em pacientes de psoríase. Anais brasileiros de dermatologia, v. 79, p. 521-535, 2004.

MEHTA, N. N. et al. Effect of 2 psoriasis treatments on vascular inflammation and novel inflammatory cardiovascular biomarkers: a randomized placebo-controlled trial. Circulation: Cardiovascular Imaging, [s. l.], v. 11, n. 6, e007394, 2018.

NOVARTIS. Novartis reports over half of psoriasis patients do not reach the achievable treatment goal of clear skin in largest global survey. Basel: Novartis International AG, 2016. Disponível em: https://novartis.gcs-web.com/static-files/7db4b608-81a0-42e7-a0c4-7d10a7a321a8. Acesso em: 18 Abr. 2022.

OHTSUKI, M. et al. Guselkumab, an anti-interleukin-23 monoclonal antibody, for the treatment of moderate to severe plaque-type psoriasis in Japanese patients: efficacy and safety results from a phase 3, randomized, double-blind, placebo-controlled study. The Journal of dermatology, [s. l.], v. 45, n. 9, p. 1053-1062, 2018.

OKITA, A. L et al. Tratamento de psoríase vulgar pela microinfusão de medicamentos na pele (MMP) usando ciclosporina e metotrexato. Surgical & Cosmetic Dermatology, Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, p. 80-84, 2018. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/2655/265557816014/html/. Acesso em: 20 maio 2021.

PAPP, K. A. et al. Adalimumab efficacy in patients with psoriasis who received or did not respond to prior systemic therapy: a pooled post hoc analysis of results from three double-blind, placebo-controlled clinical trials. American journal of clinical dermatology, [s. l.], v. 17, n. 1, p. 79-86, 2016.

PRADHAN, M.; SINGH, D.; SINGH, M. Novel colloidal carriers for psoriasis: current issues, mechanistic insight and novel delivery approaches. Journal of Controlled Release, Amsterdam, v. 170, n. 3, p. 380-395, 2013.

REZENDE, H. D. et al. Psoríase artropática eritrodérmica: rápida remissão com secuquinumabe. Rev Med Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 27, e1885. 2017.

RODRIGUES, A. P; TEIXEIRA, R. M. Desvendando a psoríase. RBAC, v. 41, n. 4, p. 303-309, 2009.

WU, C. et al. Efficacy and safety of Tripterygium wilfordii hook F versus acitretin in moderate to severe psoriasis vulgaris: a randomized clinical trial. Chinese medical journal, Peking, CN, v. 128, n. 4, p. 443, 2015.

Downloads

Publicado

06.10.2023

Como Citar

SOUSA, E. H. de; SANTOS, A. B. A. de S.; COÊLHO, L. P. I. Abordagens terapêuticas exitosas para o tratamento da psoríase. Revista de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, v. 6, n. 1, p. 40–52, 2023. Disponível em: https://revista.saude.ms.gov.br/index.php/rspms/article/view/201. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos de Revisão