Near Miss Materno em um hospital escola

Autores

Palavras-chave:

Near miss, Morbidade, Mortalidade materna, Complicações na gravidez, Enfermagem

Resumo

Introdução: Todos os dias morrem no mundo 830 mulheres em decorrência de complicações provenientes da gravidez e do parto, especialmente em países em desenvolvimento. Levando-se em conta que existem deficiências quantitativas e qualitativas das informações sobre mortalidade materna, o estudo de mulheres que sobrevivem as complicações do ciclo gravídico puerperal pode contribuir para melhora de monitoramento e indicadores de saúde. Nesse contexto, emerge o Near Miss Materno com o objetivo de ser utilizado como uma ferramenta de monitoramento da qualidade da assistência à saúde materna. Objetivo: Analisar os casos de near miss materno em um hospital de ensino de Mato Grosso do Sul. Métodos: O estudo foi dividido em duas fases. Primeiramente realizou-se sumarização dos principais fatores de risco para ocorrência de near miss materno nos serviços de saúde materna através da construção de uma revisão integrativa de literatura, posteriormente foi realizada pesquisa de delineamento transversal e abordagem quantitativa. A pesquisa foi realizada na maternidade de um hospital de ensino Público Federal em Campo Grande – MS no período de junho a dezembro de 2021. Foram incluídas no estudo gestantes e puérperas até 42 dias pós-parto, que apresentaram pelo menos um critério de condição potencialmente ameaçadora da vida e ou que possuíam pelo menos um critério de near miss materno. A amostra foi composta por 59 mulheres. Foi utilizado instrumento de coleta de dados para pesquisa em prontuários físicos, eletrônicos, exames laboratoriais e caderneta pré-natal. Os dados categóricos foram apresentados em frequência absoluta e relativa, apresentados de modo descritivo e em tabelas. As associações entre duas variáveis categóricas foram realizadas pelo teste Exato de Fisher e entre mais de duas variáveis pelo Teste Qui quadrado, aplicado um nível de significância de 5%, com o software estatístico Epi Info 7.2.2.6. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa sob o parecer: 4.700.375 CAAE: 43680821.1.0000.0021. Resultados: A média de idade das mulheres foi de 26 anos, autodeclaradas não brancas, com ensino fundamental, oriundas da própria capital. Procedência do interior do estado, deslocamento para unidade de saúde e classificação de risco gestacional tiveram associação com o evento near miss materno. Desordens de manejo e síndromes hipertensivas foram as desordens clínicas obstétricas prevalentes entre as mulheres consideradas near miss materno. Conclusão: Os dados sociodemográficos encontrados reafirmam que os determinantes sociais influenciam na saúde e merecem prioridade no planejamento de políticas públicas. Morar em área rural ou morar afastada da capital contribuíram para ocorrência de near miss materno em mulheres do estado de Mato Grosso do Sul, sendo este fator de risco também encontrado na revisão integrativa. O início precoce do acompanhamento pré-natal e o número de consultas se demonstrou satisfatório, porém salienta a necessidade de avaliação da qualidade do pré-natal recebido. Sugere-se implantação de um fluxo de identificação de mulheres com condições potencialmente ameaçadoras da vida, realização de protocolos específicos com intervenções-chaves preventivas e notificação de mulheres com near miss materno, tendo em vista aprimoramento do cuidado e consequentemente diminuição do risco de desfecho materno grave.

Downloads

Publicado

01.07.2022

Como Citar

SILVEIRA, A. A. da. Near Miss Materno em um hospital escola. Revista de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, v. 4, n. 2, p. 86, 2022. Disponível em: https://revista.saude.ms.gov.br/index.php/rspms/article/view/204. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Resumos de dissertação ou tese de doutorado